Conheça as principais características da vaca Holandesa

3 min de leitura

A vaca Holandesa, reconhecida por sua impressionante capacidade de produção leiteira e suas características marcantes, é uma raça de grande importância na pecuária leiteira.

Neste artigo, exploraremos a origem histórica, as características físicas e os benefícios de criar animais dessa raça, além de discutir os cuidados essenciais para garantir seu bem-estar e produtividade.

Origem da vaca Holandesa

A raça Holandesa, originária das terras planas e pantanosas do Norte da Holanda e oeste da Província da Frísia. Segundo a Associação Brasileira de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa a raça tem mais de 2000 anos de história. Inicialmente reconhecida por sua pelagem preta e branca e sua dupla aptidão.

No século XIX, os fazendeiros fundaram o primeiro registro genealógico oficial, estabelecendo padrões para aumentar a produção de leite. Mas foi nos Estados Unidos que a raça ganhou força, resultando em rebanhos maiores e mais produtivos, se tornando oficialmente uma raça leiteira.

No Brasil, o gado holandês foi introduzido entre os anos de 1530 e 1535. A Associação Brasileira de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa (ABCBRH) foi fundada em 1934, marcando a oficialização e o registro dos animais no país, conforme registrado pela própria ABCBRH, em 2021.

Quais as características da vaca holandesa?

De acordo com pesquisador Santos (2015), a vaca Holandesa é reconhecida por sua estrutura robusta, incluindo uma base de peito ampla, costelas bem arqueadas, dorso e lombo fortes, e uma garupa bem estruturada. Possui uma leve depressão entre o nariz e a testa, com olhos salientes e focinho amplo.

A idade para a primeira cobertura varia de 16 a 18 meses, com o primeiro parto ocorrendo entre 25 e 27 meses. O intervalo entre os partos é de aproximadamente 15 a 17 meses, e a gestação dura cerca de 280 dias.

A pesquisa de Silva (2011) descobriu que, em média, vacas Holandesas pequenas, médias e grandes produzem 8.053, 8.810 e 9.218 litros de leite em 305 dias. Mas é comum saber que vacas Holandesas que produzem muito podem chegar a mais de 50 litros por dia.

Como identificar uma vaca holandesa pura?

Além das características físicas descritas acima e comportamento animal, as vacas Holandesas puras são reconhecidas pelo sistema mamário bem desenvolvido e colocado.

Possuem úbere alto, profundidade rasa e bem sustentado, com uma textura bem irrigada, e a glândula mamária demonstrando uma alta capacidade de produção de leite.

Segundo o padrão racial da ABCBRH, as fêmeas adultas geralmente pesam em torno de 680 kg, enquanto os machos chegam a atingir em média 950 kg.

Outra característica que serve para distinguir é que animais puros, possuem, na maioria das vezes, ventre e vassoura da cauda branca, pele fina e pelo brilhante.

Quais são os benefícios de criar vacas holandesas?

Esta raça é reconhecida não apenas por sua alta capacidade de produção de leite, mas também por outros benefícios que a tornam uma escolha preferida em muitas fazendas ao redor do mundo, e aqui, no Brasil. Alguns dos principais benefícios, são:

  • Qualidade do Leite: além da quantidade, o leite das vacas Holandesas possui boa concentração de proteína e gordura;
  • Períodos de Lactação Prolongados: essas vacas tendem a ter períodos de lactação mais longos em comparação com outras raças;
  • Docilidade e Facilidade de Manejo: apesar de não ser a raça mais calma, título por vezes atribuído a Jersey, a natureza dócil das vacas Holandesas também é tida, por vezes, como um benefício. 

Quais são os cuidados essenciais para as vacas holandesas?

Para assegurar o bem-estar e a produtividade das vacas Holandesas, é fundamental fornecer uma alimentação equilibrada, composta, a depender do sistema de criação, por forragem de qualidade, concentrados e minerais, além de água limpa e fresca em acesso contínuo.

As instalações devem ser mantidas limpas, ventiladas e confortáveis, com áreas adequadas para descanso. Deve-se ter, um programa sanitário rigoroso, incluindo vacinações regulares e controle de parasitas, para prevenir doenças e outras patologias.

O monitoramento frequente dos índices zootécnicos de cada animal permite identificar e corrigir problemas de saúde ou de nutrição de vacas leiteiras.

Além disso, é necessário um manejo reprodutivo eficaz, acompanhando o ciclo estral e utilizando inseminação artificial ou monta natural no momento oportuno.

Por fim, garantir o bem-estar animal, oferecendo espaço para movimentação, acesso à sombra e descanso, e tratamento gentil, promove a saúde e maximiza a produtividade das vacas Holandesas.

Maximizando a produtividade das vacas Holandesas: manejo adequado e nutrição são essenciais

Apesar da sua robustez e aptidão genética para alta produção de leite, é fundamental garantir que as vacas Holandesas sejam adequadamente manejadas, respeitando seu comportamento natural e priorizando sua saúde e nutrição, dessa forma, os produtores podem colher os benefícios de uma pecuária mais sustentável e eficiente.

Quer saber mais sobre como garantir a alimentação adequada das suas vacas Holandesas em sistema de pasto? Então, explore nosso e-book sobre Adubação de Pasto do NutriMosaic, que traz todos os detalhes que você precisa entender. 

Este artigo foi útil? Avalie

Compartilhe:

CONTEÚDO TÉCNICO

CONHEÇA MAIS CONTEÚDOS

2 min de leitura São inúmeras as funções dos elementos minerais no organismo animal, podendo a carência de um único elemento ocasionar...
3 min de leitura Apesar de estarem diretamente ligados, esses parâmetros não querem dizer a mesma coisa. Entenda a diferença entre solubilidade...
5 min de leitura Os minerais constituem de 4 a 6% do peso total do animal, destes, 1% corresponde ao fósforo. Saiba...

POSTS RELACIONADOS

Sal mineral importância
4 min de leitura Muitos produtores questionam a importância do sal mineral na alimentação do gado. Neste artigo, vamos esclarecer como o sal mineral não é...
Vaca de leite e bezerro se alimentando no pasto.
8 min de leitura Um dos fatores essenciais para garantir que as vacas alcancem alta produção de leite é a nutrição adequada. Ela desempenha um papel...
Diferimento de pastagem: área de pastagem com capim verde.
4 min de leitura Se você tiver dúvidas em relação ao diferimento de pastagem, convido você a ler este artigo especialmente escrito para você. A sazonalidade...
Pastagem de capim brachiaria com algumas árvores.
4 min de leitura Quer saber mais sobre capim brachiaria? Acesse aqui e leia o artigo completo!
campo verde com um rolo de feno.
4 min de leitura O feno é uma fonte crucial de volumoso na alimentação do rebanho, sendo composto por gramíneas, leguminosas e plantas herbáceas. Esse alimento...
Plantação de milho sendo corrigido com gesso agrícola.
4 min de leitura Interessado em trabalhar com a agricultura moderna? Existem alguns protagonistas que você precisa considerar durante o processo, como, por exemplo, o gesso...

Você já viu os catálogos de produtos da mosaic fertilizantes?