Compost Barn: entenda tudo sobre esse sistema

5 min de leitura

O compost barn proporciona aos pequenos e médios produtores uma opção que pode aumentar a produtividade, além de oferecer maior conforto e higiene para o rebanho leiteiro.

A intenção do sistema de instalação compost barn é diminuir os gastos com manutenção e implementação, aprimorar os índices de produtividade e saúde do rebanho, e possibilitar o aproveitamento adequado dos resíduos orgânicos (urina e fezes) gerados pela pecuária leiteira.

Este tema desperta seu interesse? Então aproveite a leitura, pois há uma avalanche de informações valiosas esperando por você!

O que é um compost barn?

O compost barn, também conhecido como composto de barn, é um tipo de estrutura para vacas leiteiras que compreende uma ampla cama protegida, tendo como objetivo proporcionar o bem-estar dos animais, além da compostagem do material da cama.

Esse tipo de sistema agrega produção e meio ambiente, uma vez que se fundamenta na ação de microrganismos que usam a matéria orgânica como substrato. Com essa junção a oportunidade de diminuir os custos de produção é alta.

Quando uma propriedade leiteira tem a oportunidade de trazer benefícios tanto para o meio ambiente quanto para o próprio negócio, reduzindo custos e aumentando a eficiência, isso se torna algo atraente para o empreendimento.

O compost barn é um amplo espaço coberto onde as vacas podem descansar. A cama em que os animais ficam instalados é composta por serragem, palha de café, restos de corte de madeira e esterco compostado, sendo o tipo de material utilizado dependente da região em que o sistema está localizado.

Quais são os objetivos do compost barn?

O objetivo do sistema é proporcionar conforto aos animais e um ambiente seco durante todo o ano, além de produzir um composto orgânico de alta qualidade a partir do material da cama. Quando o manejo é realizado adequadamente, especialmente o manejo dos dejetos, os índices zootécnicos relacionados ao bem-estar e conforto dos animais são garantidos, o que contribui para o sucesso do sistema de criação.

O compost barn é uma opção para confinar vacas, onde elas são alojadas em um grande galpão com uma cama compartilhada. O diferencial desse sistema é a compostagem que ocorre ao longo do tempo, resultando em um composto orgânico rico, obtido a partir da combinação do material da cama com os dejetos dos animais.

Se o pecuarista tiver interesse em adotar o sistema compost barn, é fundamental que seja elaborado um projeto completo com a ajuda de um profissional especializado. Além disso, é importante considerar outros aspectos relevantes para a criação de animais, como a genética. A qualidade genética dos animais está diretamente relacionada à expressão do seu potencial, e as condições do ambiente podem impactar significativamente o desempenho dos animais.

Quais são os benefícios do uso de compost barns na pecuária?

O sistema compost barn oferece inúmeras vantagens. Além de contribuir para o aumento da produtividade, este tipo de criação também proporciona:

  • Conforto para os animais;
  • Redução na contagem de células somáticas (CCS);
  • Menores índices de mastite;
  • Melhora na qualidade do leite;
  • Aumento na produção de leite;
  • Aumento na longevidade;
  • Diminuição nos problemas de casco;
  • Redução de dejetos líquidos;
  • Entre outras.

No entanto, para usufruir das vantagens deste tipo de sistema, é muito importante que o dimensionamento, o sistema de resfriamento dos animais e, por último mas não menos importante, todo o manejo do sistema sejam realizados adequadamente. Isso inclui o bom tratamento da cama, o manejo dos dejetos e, principalmente, a manutenção adequada da cama, que é o grande segredo do sucesso do compost barn.

Como funciona o processo de compostagem em um compost barn?

Como destacado anteriormente, o segredo do sistema reside no manejo adequado da cama, tornando essencial a eficiência do processo de compostagem.

A introdução de oxigênio na cama é crucial para o funcionamento adequado da compostagem, e isso é alcançado através do revolvimento apropriado do material. O uso de equipamentos adequados, como um escarificador ou uma enxada rotativa acoplados a um trator, é fundamental para auxiliar em todo o processo.

Recomenda-se revolver a cama de 1 a 3 vezes ao dia, sendo a profundidade de revolvimento um aspecto importante a ser considerado. O ideal é que o revolvimento seja feito a uma profundidade de 25 a 30 cm. No entanto, se a cama tiver 50 cm de altura, é recomendado revirar de 35 a 40 cm de profundidade. É importante lembrar que esses valores podem variar de acordo com as condições específicas de cada sistema.

No sistema, a utilização de ventiladores é fundamental. Além de proporcionar o resfriamento das vacas, esses equipamentos também favorecem a secagem da cama, tornando a ventilação do galpão uma necessidade.

Os principais materiais utilizados para cama são:

  • Maravalha;
  • Serragem;
  • Casca de café;
  • Casca de amendoim;
  • Palha de arroz.

A avaliação da granulometria do material é crucial. É recomendado que o material apresente granulometrias variadas. Por exemplo, se a cama contiver apenas material de granulometria fina, isso provocará compactação, resultando em uma queda na taxa de fermentação e aeração, tornando-a úmida e contribuindo para a formação de torrões. Por outro lado, se o material da cama contiver partículas mais grosseiras, o processo de compostagem será acelerado devido à maior aeração, aumentando a velocidade de decomposição do material.

Quanto à cama, as características físico-químicas essenciais incluem:

  • Nível de umidade entre 40% e 60%;
  • Relação carbono:nitrogênio (C:N) entre 25 e 30:1;
  • Baixa compactação;
  • Alta disponibilidade de oxigênio.

O procedimento de compostagem é um método de estabilização dos rejeitos, que exige condições perfeitas para ser realizado corretamente. É imprescindível manter a umidade apropriada e a ventilação para atingir a temperatura ideal e garantir o sucesso do processo inteiro.

Em contrapartida, a gestão desse sistema, embora seja relativamente simples, exige um cuidado meticuloso com uma série de elementos, tais como: compactação, umidade e temperatura da cama, frequência e método de revolvimento, reposição, densidade animal, entre outros aspectos. Se houver falhas nesses aspectos, os benefícios do Compost Barn podem se transformar em desvantagens, com consequências negativas na produção, saúde e reprodução. O custo de substituição da cama é outro aspecto que merece atenção, pois dependendo das variáveis, pode se tornar significativo.

A cama do compost de barn pode ser reutilizada?

Sim, a cama do sistema compost barn pode ser reutilizada. Quando o composto atinge seu ponto ideal de maturação, ele pode ser empregado como adubo, sendo posteriormente aplicado para uma variedade de propósitos.

Antes do adubo orgânico estar apto para aplicação, é preciso que ele passe por um processo de maturação, isto é, permitir que o material seja completamente decomposto. Assim, este material é deixado em repouso por um período mínimo de 90 a 120 dias. A maturação completa acontece quando o material orgânico se converte em húmus, isento de toxicidade e metais pesados.

O emprego de adubos orgânicos representa uma maneira de reaproveitar os resíduos gerados na própria fazenda ou comercializar o excedente, configurando uma abordagem sustentável e lucrativa dentro do empreendimento.

Ademais, com a expansão constante desses resíduos em propriedades rurais menores, sua aplicação de maneira racional e ecológica reduz seu potencial contaminante e se torna financeiramente praticável.

Uma outra vantagem do sistema é que ele pode proporcionar uma nova fonte de receita, por meio da comercialização do composto orgânico produzido na cama. Esse material é abundante em nutrientes para o solo e possui grande valor agregado para a agricultura, entre outras áreas.

CTA Linha Foscálcio

Este artigo foi útil? Avalie

Compartilhe:

CONTEÚDO TÉCNICO

CONHEÇA MAIS CONTEÚDOS

2 min de leitura São inúmeras as funções dos elementos minerais no organismo animal, podendo a carência de um único elemento ocasionar...
3 min de leitura Apesar de estarem diretamente ligados, esses parâmetros não querem dizer a mesma coisa. Entenda a diferença entre solubilidade...
5 min de leitura Os minerais constituem de 4 a 6% do peso total do animal, destes, 1% corresponde ao fósforo. Saiba...

POSTS RELACIONADOS

3 min de leitura A biosseguridade é um componente essencial da avicultura atual. Ao implementar um programa de biosseguridade eficaz, os avicultores podem proteger a saúde...
vacas tirando leite ordenha mecanica
5 min de leitura O leite é um dos alimentos mais nobres, devido sua composição ser rica em proteína, gordura, carboidratos, minerais e sais minerais. Dá-se...
agropecuária: homem caminhando em meio a plantação de milho
6 min de leitura O Brasil se destaca no cenário global como um dos principais líderes na agropecuária, uma atividade econômica vital que integra tanto a...
Sal mineral importância
4 min de leitura Muitos produtores questionam a importância do sal mineral na alimentação do gado. Neste artigo, vamos esclarecer como o sal mineral não é...
Vaca Holandesa
3 min de leitura A vaca Holandesa, reconhecida por sua impressionante capacidade de produção leiteira e suas características marcantes, é uma raça de grande importância na...
Vaca de leite e bezerro se alimentando no pasto.
8 min de leitura Um dos fatores essenciais para garantir que as vacas alcancem alta produção de leite é a nutrição adequada. Ela desempenha um papel...

Você já viu os catálogos de produtos da mosaic fertilizantes?