Tudo que você precisa saber sobre adubo para pastagem

O adubo para pastagem é um composto químico que pode ser dividido em minerais ou orgânicos. 

Os orgânicos são fabricados a partir de produtos naturais como esterco, algas, mamona entre outros. Porém, essa classe de adubos normalmente apresenta baixa concentração dos minerais. 

Já os minerais, normalmente são fabricados por meio de alguns processos físico-químicos, alguns deles são: nitrogênio, fósforo, potássio e enxofre. Dentro dessa classe podemos subdividir em adubo mineral, simples, misto ou complexo. 

O simples é o produto contendo um ou mais nutrientes; o misto é o produto oriundo da mistura de no máximo dois adubos minerais e o complexo é o produto da mistura que fornece dois ou mais nutrientes. 

O adubo ou *fertilizante são amplamente utilizados para fornecer um ou mais nutrientes para as culturas vegetais, dessa forma melhora e mantém a fertilidade do solo, aumentando a produção de cereais, bem como @ de carcaça/ha, quando falamos de bovinos de corte e litros de leite/ha para bovino leiteiro. 

O uso de adubo para pastagem vem aumentando ano a ano, em função dos benefícios que proporciona para o sistema de produção como um todo. 

Como fazer e qual a quantidade de adubo por hectare para pastagem?

Para adubação de pastagem, assim como para outras culturas, primeiro, devemos realizar uma análise de solo que seja o mais representativo possível da área que pretendemos adubar. Com a análise de solo em mãos, vamos verificar quais nutrientes estão em falta e quais estão dentro dos parâmetros. A partir disso, devemos saber se vamos realizar o plantio/reforma ou manutenção/recuperação das pastagens e levando em consideração a exigência da gramínea. 

Plantio: plantio da semente de pastagem na área que continha outra cultura;

Reforma: replantio da semente de pastagem na área que foi observado certo grau de degradação, ou seja, baixo número de touceiras por m², alta exposição do solo, alto grau de infestação de daninhas, baixo vigor da forrageira ou se houver necessidade de trocar o cultivar de forragem em função de uma estratégia nutricional diferente;

Manutenção: repor os nutrientes extraídos do solo pela forragem; 

Recuperação: a gramínea necessita de aporte nutricional para voltar a sua produção normal, dessa forma melhorando o vigor dela. 

Para plantio/reforma de pastagem, podemos misturar a semente da forragem junto com o adubo para pastagem fosfatado e aplicar nas doses recomendadas. 

A aplicação da semente junto com o adubo fosfatado normalmente é realizada a lanço com o auxílio de equipamentos, mas também pode ser realizado o plantio em linha, caso seja desejado ou tenha disponibilidade de equipamentos. 

A dose do adubo fosfatado irá depender do teor de fósforo presente na análise de solo bem como da exigência da forragem, ou seja, baixa concentração de fósforo no solo mais forrageira muito exigente, a dose de fósforo será maior em relação à média concentração de fósforo. 

Para um plantio/reforma bem-sucedida, também devemos nos atentar para a profundidade de semeadura das sementes de pastagens, pois cada cultivar possui profundidade ideal para maximizar a germinação e estabelecimento na área. 

Já para o nitrogênio (N), conseguimos modular a lotação desejada na área em questão. Ou seja, para unidade animal (UA) a mais que pretendermos colocar na área, precisamos aplicar 50 kg de N/ha/ano para forrageiras exigentes (Ex. B.B cv Marandu) e 60 kg de N/ha/ano para forrageiras muito exigentes (EX. P.M cv Mombaça). Dessa forma, conseguimos ajustar bem a lotação em relação ao consumo dos animais. 

Para manutenção/ recuperação o raciocínio é praticamente o mesmo. Mas nesse caso a aplicação do adubo para pastagem é realizada em cobertura e sem a necessidade de incorporação. Pois se o fizer, vamos danificar o sistema radicular da forrageira, dessa forma causando malefícios para a planta. 

Mas, antes da aplicação dos fosfatados e sementes (plantio/reforma), precisamos ver a necessidade de calcário e gesso, em função da análise de solo. 

Devemos aplicar o calcário e gesso na dose recomendada para darmos melhores condições para a forrageira se desenvolver a absorver os nutrientes posteriormente aplicados. 

O calcário, assim como o gesso, é um condicionador de solo que promove aumento do pH (tendendo ao básico), bem como melhora a saturação por bases (V%) na camada de 0 a 20 cm de profundidade. A dose de calcário irá depender da capacidade de troca catiônica (CTC), V% e exigência da forragem. 

Assim como o calcário, o gesso também é um condicionador de solo complementar ao calcário. O gesso tem como função neutralizar e precipitar o alumínio tóxico presente no solo. 

Esse alumínio dificulta o desenvolvimento do sistema radicular (SR) da forragem, e sabemos o quanto o SR é importante para as pastagens. 

O sistema radicular mais desenvolvido em profundidade de volume promove melhor absorção de água e nutrientes aplicados, melhora a resistência ao período seco, bem como aumenta a longevidade da pastagem na área. 

Como aplicar adubo líquido em pastagens?

A aplicação de adubos líquidos em pastagens não é muito comum, mas normalmente são aplicados por meio de pivô central em área de rotacionado, junto ao herbicida. 

Em área de pivô central que não são muito utilizados para o segmento pastagem, eles fazem a diluição de adubos químicos e/ou líquidos e fazem aplicação em área total para melhorar o desempenho das forragens principalmente no período seco, bem como minimizar a perda de peso dos animais, dessa forma os animais e as pastagens apresentam desempenho bom durante o ano todo. 

Qual a melhor fórmula de adubo para pastagem? 

Não existe melhor formulação de adubo para pastagem e sim existe o adubo certo, na dose adequada, no momento e no local correto. Como já foi dito anteriormente, se faz necessário ter análise de solo em mãos para uma recomendação mais assertiva. 

Em função da análise de solo que vamos posicionar a melhor formulação para fornecer os nutrientes que estão em falta e dessa forma melhorar o desempenho das forragens bem como dos animais. 

Pois já sabemos que, pastagens que receberam condicionadores de solo (calcário e gesso) e adubos na dose correta, tem melhores condições para aumentar a produção de matéria seca/ha bem como a melhora na qualidade dela. 

Ou seja, em pastagens adubadas conseguimos colocar mais animais, o que vai depender da dose de adubo e os animais ganham mais peso por unidade de tempo. 

* As palavras fertilizante e adubo, são palavras sinônimas, entretanto no ponto de vista técnico, o termo fertilizante é usado quando a origem é química, embora sejam palavras diferentes o objetivo é o mesmo: nutrir o solo e consequentemente a planta. Neste artigo a palavra adubo foi a mais empregada, pois é popularmente mais utilizada no dia a dia do campo.

Artigo escrito por Fábio Ferrari | Especialista em Desenvolvimento de Mercado em Pecuária da Mosaic Fertilizantes

CONTEÚDO TÉCNICO

CONHEÇA MAIS CONTEÚDOS

São inúmeras as funções dos elementos minerais no organismo animal, podendo a carência de um único elemento ocasionar sua morte. Entenda a importância dos minerais na criação de aves.
Saiba um pouco mais sobre a importância da qualidade do fosfato bicálcico utilizado na nutrição animal. No Brasil, existem cerca de 6.000...
Apesar de estarem diretamente ligados, esses parâmetros não querem dizer a mesma coisa. Entenda a diferença entre solubilidade e biodisponibilidade.

POSTS RELACIONADOS

Gado comendo em coxo no pasto.
A suplementação animal é uma das técnicas utilizadas para suprir uma deficiência nutricional. Quando pensamos em suplementar, buscamos atingir o máximo de...
O avanço tecnológico vem alcançando e transformando todos os setores da agropecuária mundial, visto a crescente demanda de produção de alimentos e...
Atualmente o Brasil apresenta o maior rebanho comercial de gado de corte, sendo este majoritariamente criado em condições de pastagens.  Cerca de...
A deficiência de fósforo pode ser um grande problema para o desenvolvimento animal! Entre os diversos elementos químicos existentes na natureza, aproximadamente,...
Você já se deparou com um pasto degradado? A pastagem é a principal destinação do solo brasileiro, de acordo com a MapBiomas,...
Um pasto de qualidade é aquele que oferece aos animais os nutrientes necessários para o seu desenvolvimento e alcançar seu potencial produtivo,...

Você já viu os catálogos de produtos da mosaic fertilizantes?