Conheça as vantagens do capim Zuri

3 min de leitura

O capim BRS Zuri ou Zuri (Panicum maximum cv. Zuri), desenvolvido pela Embrapa em 2014, se tornou uma alternativa interessante para a produção de forragem no Brasil.

Devido à sua alta produtividade, alto valor nutricional e adaptabilidade a diferentes condições climáticas, essa gramínea, originária da África, vem ganhando destaque no mercado de pecuária nacional.

Assim, este artigo discutirá os principais benefícios do capim Zuri e como ele difere do capim Mombaça, além dos seus teores de proteína bruta e características de resistência. Continue a leitura!

Qual a vantagem do capim Zuri?

O capim Zuri oferece várias vantagens que o tornam uma escolha atrativa para os pecuaristas. Entre as principais:

  • Alta produtividade: O capim Zuri é conhecido por produzir uma grande quantidade de forragem. Estudos da Embrapa indicam que ele pode atingir produtividades de massa de forragem de cerca de 5.600 kg/ha em condições de manejo ideal;
  • Qualidade nutricional: Este capim é rico em nutrientes e tem um alto teor de proteína bruta. Isso melhora o desempenho do rebanho, levando a um aumento do peso do animais;
  • Adaptabilidade: O capim Zuri se adapta bem a vários tipos de solo e climas. Ele produz em locais úmidos e secos, tornando-se uma opção viável para várias regiões do Brasil;
  • Estabelecimento e manejo: O estabelecimento inicial do capim Zuri é relativamente simples, embora exija cuidados, como preparar o solo corretamente antes de ser implantado. Sua produtividade pode ser mantida através da rotação das pastagens, mantendo a fertilidade do solo e controlando as plantas invasoras.

Qual a diferença do capim Mombaça para o Zuri?

Embora ambos capins sejam do gênero Panicum maximum, existem diferenças notáveis entre o capim Zuri e o capim Mombaça que podem influenciar a escolha do produtor.

Em relação a características físicas, o capim Zuri apresenta folhas e colmos mais largos, além de sementes maiores. O seu colmo não se alonga tanto em relação ao Mombaça. Por sua vez, isto se torna um problema para o pecuarista, já que ele pode passar do ponto e dificultar o manejo.

Por outro lado, quanto às características nutricionais, ambos são semelhantes: o Zuri possui 3% a mais de proteína bruta do que o Mombaça, além de digestibilidade parecida. Já a produção de matéria seca/ano é maior para o capim Zuri, o que resulta em uma maior produção animal por área.

Porém, a utilização do Mombaça é maior ao longo de todo o Brasil, visto seu lançamento, também pela Embrapa, no ano de 1993.

Qual o teor de proteína do capim Zuri?

O teor de proteína bruta do capim Zuri é um fator crucial na avaliação de sua qualidade como forragem. De acordo com estudos da Embrapa, o capim Zuri apresenta um teor de proteína bruta de 12% no período das águas e de 13,2% no período da seca.

Este nível de proteína pode atender as necessidades nutricionais de várias categorias de animais. A alta digestibilidade do capim Zuri, que pode alcançar entre 56% e 63%, facilita a absorção de nutrientes pelos animais, resultando em melhores índices produtivos. Além disso, o capim Zuri possui uma boa proporção de fibras digestíveis, melhorando o processo digestivo e a eficiência alimentar.

Qual a resistência do capim Zuri?

A resistência do capim Zuri a diferentes estresses ambientais e biológicos é uma de suas maiores vantagens. Alguns aspectos importantes de sua resistência incluem:

  • Resistência à seca: Seu sistema radicular profundo e bem desenvolvido o torna resistente a períodos de estiagem. Mesmo em condições de escassez de água, a planta pode manter uma produção satisfatória de massa de forragem;
  • Solos e clima: Recomenda-se seu uso em solos de média a alta fertilidade. Possui tolerância a solos mal drenados, ao sombreamento e ao frio;
  • Resistência a pragas e doenças: Apresenta uma boa resistência a pragas e doenças comuns em pastagens, como a Bipolaris maydis. Essa resistência reduz a necessidade de intervenções fitossanitárias e contribui para a sustentabilidade do sistema de produção;
  • Recuperação pós-pastejo: Uma característica importante do capim Zuri é sua rápida recuperação após o pastejo, o que permite que as pastagens sejam usadas mais intensivamente. Assim, ela é essencial para manter a produção contínua de forragem, especialmente em sistemas de pastejo rotacionado.

MPasto da Mosaic: o fertilizante que eleva ainda mais os níveis de produção do capim Zuri

Em estudo recente feito pela Mosaic, com a linha MPasto, que é exclusiva para a adubação de pastagem, encontraram-se excelentes resultados de produtividade para o capim Zuri:

  • +18@/ha de carcaça;
  • +2,4 t MS/ha*;
  • +2,4 UA/ha*.

*MS: matéria seca/ *UA: unidade animal (1 UA = 450 kg de peso vivo).

mpasto

A linha MPasto conta com 5 fertilizantes, que possuem diferentes formulações e nutrientes, como nitrogênio, fósforo, potássio, enxofre, boro, cálcio e magnésio, que aumentam o peso e a rentabilidade do rebanho.

Este artigo foi útil? Avalie

Compartilhe:

CONTEÚDO TÉCNICO

CONHEÇA MAIS CONTEÚDOS

2 min de leitura São inúmeras as funções dos elementos minerais no organismo animal, podendo a carência de um único elemento ocasionar...
3 min de leitura Apesar de estarem diretamente ligados, esses parâmetros não querem dizer a mesma coisa. Entenda a diferença entre solubilidade...
5 min de leitura Os minerais constituem de 4 a 6% do peso total do animal, destes, 1% corresponde ao fósforo. Saiba...

POSTS RELACIONADOS

Boi sendo pesado.
4 min de leitura Calcular o peso do boi é uma prática essencial para os pecuaristas que buscam garantir a rentabilidade dos seus negócios, tanto por...
confinamento-de-gado
4 min de leitura A alternância de oferta de animais no decorrer do ano para o abate devido a sazonalidade de produção forrageira faz com que...
Vaca selecionando a planta forrageira.
5 min de leitura Entender o que é uma planta forrageira e seu papel na agropecuária é indispensável para qualquer produtor. Isso porque essas plantas são...
Pastagem verdade em um dia com céu azulado.
5 min de leitura Saiba tudo sobre formulação de fertilizantes para pastagem!
Solo apresentando rachaduras profundas, evidenciando sinais de deterioração.
6 min de leitura A degradação do solo preocupa os produtores devido aos impactos na produtividade e no meio ambiente. Leia o...
Adubação de pastagem - animais da raça Nelore ao fundo numa pastagem verde.
4 min de leitura Compensa adubar solos da pastagem? Saiba a resposta para a pergunta que tem sido formulada há anos por...

Você já viu os catálogos de produtos da mosaic fertilizantes?