Importância de uma nutrição adequada na avicultura

4 min de leitura

A avicultura tem grande importância para o setor agropecuário brasileiro. Em constante evolução, essa atividade tem o objetivo de produzir carne e ovos de qualidade, para suprir a crescente demanda do mercado consumidor interno e externo. 

Mas para que uma atividade avícola tenha sucesso, muitos fatores precisam ser levados em consideração dentro do processo produtivo. Entre eles, está a nutrição, que representa mais de 60% dos custos de produção. 

Leia nosso artigo e entenda o atual cenário brasileiro avícola, além do porquê uma nutrição adequada é fundamental para se ter sucesso na criação de aves!

Leia também: Tudo sobre o manejo da cama aviária

O que é avicultura?

A avicultura é caracterizada pela criação de aves com o objetivo de produção de alimentos, principalmente carne e ovos. Podem ser criadas para essa atividade frangos, patos, gansos, perus, codornas e avestruzes.

A criação de aves é hoje dividida em duas frentes: avicultura de corte (carne) e avicultura de postura (ovos).

Importância da atividade

A atividade avícola tem uma grande importância econômica e social no Brasil. Desde que se iniciou esta atividade, a sua cadeia produtiva tem se modernizado cada vez mais com o objetivo de melhorar os índices de produtividade e rentabilidade. Como consequência, é hoje um dos setores mais tecnificados dentro dos sistemas produtivos pecuários e um dos que mais tem capacidade para gerar empregos.

O Brasil é hoje referência na criação de aves. Além de exportar para mais de 150 países, o país é livre de doenças como Newcastle e influenza aviária. 

Além disso, o mercado consumidor interno tem preferido o consumo de carne avícola, conforme pesquisa da Fispal Food Service e FGV Jr., que constatou que 34,8% dos consumidores brasileiros começaram a consumir mais frango no período da pandemia de COVID19.

Essa preferência pela carne de frango se deu, principalmente, pelo aumento dos preços da proteína bovina e, até mesmo da suína, que ficaram mais caras durante o período da pandemia. 

Avicultura no Brasil

Historicamente, a avicultura brasileira é mais tradicional na região Sul do país, onde existe uma grande quantidade de cooperativas que se organizam e apoiam o avicultor. O Paraná é o principal estado produtor de frango no Brasil, o que representa 35% de toda a carne avícola produzida no país. 

O Brasil é hoje o maior exportador mundial de carne de frango, sendo os principais destinos Japão, México e China. Já em termos de produção, o Brasil fica como segundo maior produtor global de carne de frango, ficando atrás dos Estados Unidos. 

De acordo com o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), a produção brasileira de proteína avícola deverá atingir a casa dos 14,8 milhões de toneladas em 2022, o que representa um aumento de 3% no comparativo anual. 

Esse número é motivado pela alta demanda do mercado externo por essa commodity, além do aumento do consumo pelo mercado local brasileiro. 

Em valores absolutos, devem ser exportadas, em 2022, 4,17 milhões de toneladas de carne de frango, além de um consumo interno de 10,54 milhões de toneladas de proteína de frango.

Nutrição adequada para a avicultura

Visto o intenso processo de melhoramento genético que as aves têm passado nas últimas décadas, a alimentação se tornou algo ainda mais importante, onde se fazem necessárias hoje o uso de matérias-primas de excelente qualidade e de formulações de rações inteligentes. 

Dessa forma, são planejadas as estratégias nutricionais de acordo com a demanda produtiva de cada fase das aves. 

O objetivo principal da produção de aves é hoje em torno da eficiência alimentar, onde os animais aproveitem o máximo de nutrientes que estão ingerindo e convertam estes em carne e ovos de excelente qualidade. 

As rações para aves são constituídas hoje, de forma geral, por:

  • Fontes de energia: exemplo do milho;
  • Fontes de proteína: exemplo da soja;
  • Suplementos vitamínicos;
  • Suplementos minerais;
  • Ácidos orgânicos;
  • Óleos essenciais;
  • Enzimas;
  • Prebióticos;
  • Probióticos.

Vale ressaltar que esses ingredientes e formulações podem variar, de acordo com o formulador, região (disponibilidade de matérias-primas), fase de vida das aves, objetivos de produção etc.

Além da eficiência alimentar, um outro índice zootécnico muito importante é o de conversão alimentar. 

Este índice nada mais é do que o consumo total de ração por um período dividido pelo ganho de peso médio das aves neste período, ou seja, o quanto de ração a ave precisou ingerir para atingir o seu peso. 

Visto que o grau de rentabilidade do avicultor está atrelado ao peso médio das aves que ele entrega ao abatedouro, daí surge a importância de se melhorar os índices de eficiência e conversão alimentar dos animais. 

Um outro ponto muito importante na nutrição das aves, é o consumo de água. Esta deve ser fornecida às aves de forma ad libitum (sem restrições ou limites), livre de qualquer tipo de contaminante, além de não ter temperatura superior a 24°C.  

De forma geral, as aves consomem o dobro de água em relação a quantidade de ração ingerida. 

Vale lembrar que a nutrição não deve ser vista de forma isolada dentro do sistema produtivo, pois de nada adianta se ter as melhores matérias-primas e a melhor formulação se, por exemplo:

  • o lote de aves é de baixo potencial genético e com problemas de sanidade;
  • os galpões apresentam problemas de temperatura e ventilação;
  • má qualidade de mistura da ração;
  • manejo ruim por parte do avicultor;
  • má distribuição da ração nos comedouros;
  • má distribuição de água nos bebedouros.

Se esses fatores não forem bem manejados, eles terão influência direta sobre o consumo de ração pelas aves, que diminuirá, com consequente diminuição dos índices produtivos e rentabilidade do avicultor. 

Quando se fala em nutrição de aves algo que precisa sempre ser relembrado é que frangos não consomem hormônios! Pois muito se associa isso ao rápido crescimento desses animais, que podem ser abatidos com apenas 40 dias de engorda. Isso é mito! 

O rápido desenvolvimento desses animais está atrelado, principalmente, aos intensivos programas de melhoramento genético que as linhagens passaram nas últimas décadas. 

Além disso, o uso de hormônio é proibido pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), conforme a Instrução Normativa número 17 de 18 de junho de 2004.

Artigo escrito por José Pizol | Analista de Marketing Digital da Mosaic Fertilizantes

Conheça os demais produtos NutriMosaic!

Este artigo foi útil? Avalie

Compartilhe:

CONTEÚDO TÉCNICO

CONHEÇA MAIS CONTEÚDOS

2 min de leitura São inúmeras as funções dos elementos minerais no organismo animal, podendo a carência de um único elemento ocasionar...
3 min de leitura Apesar de estarem diretamente ligados, esses parâmetros não querem dizer a mesma coisa. Entenda a diferença entre solubilidade...
5 min de leitura Os minerais constituem de 4 a 6% do peso total do animal, destes, 1% corresponde ao fósforo. Saiba...

POSTS RELACIONADOS

agropecuária: homem caminhando em meio a plantação de milho
5 min de leitura A agropecuária é fundamental para o Brasil, ela é responsável pelo fornecimento de alimentos, criação de empregos e impulsionamento da economia. Neste...
Suplementação para aves: cabeça de um gado com penas de coloração marrom avermelhado.
7 min de leitura Você descobrirá informações sobre os benefícios que as vitaminas e minerais podem proporcionar através da suplementação para as...
Caixa com vários ovos marrons com um ovo com casca quebrada.
6 min de leitura A qualidade da casca do ovo é um fator que impacta diretamente o comércio do produto. Saiba mais!
Bovinos de pelagem escura comendo em cocho.
7 min de leitura A presença de cálcio e fósforo é crucial para o corpo dos animais, tendo em vista que o primeiro mineral representa cerca...
Gestão pecuária: pessoa em escritório com tablet, calculadora e gráficos
6 min de leitura Como sustentar o crescimento da demanda, a exigência por qualidade, e produzir com as margens cada vez mais...
Sucessão familiar no agronegócio.
5 min de leitura Saiba como planejar o esquema de sucessão no agronegócio.

Você já viu os catálogos de produtos da mosaic fertilizantes?