Adubação nitrogenada: o que é e como aplicar no pasto

5 min de leitura

Pasto bem cuidado e verde significa gado bem alimentado, o que leva a mais produtividade no campo. E ter mais rentabilidade é o que todo produtor busca, não é mesmo? Mas, para isso, precisa haver a nutrição correta da pastagem e uma das melhores formas é com a adubação nitrogenada.

O nitrogênio para plantas é fundamental e é o nutriente de que mais necessitam, sendo um fator indispensável para o crescimento robusto do vegetal. Mas como ele atua no desenvolvimento da planta? Como e quando aplicar o adubo para o desenvolvimento da pastagem?

Para descobrir a importância do nitrogênio e como ele ajuda a aumentar o lucro e a produtividade na fazenda, continue lendo esse texto até o final.

Qual a função do adubo nitrogênio?

O nitrogênio (N) é o nutriente que as plantas mais demandam. Junto ao fósforo e ao potássio, é classificado como um macronutriente primário, formando o trio NPK.

A principal função do nitrogênio para plantas é atuar no seu crescimento, seja no desenvolvimento das raízes e até no processo de produção de energia que o vegetal precisa. Como é essencial ao desenvolvimento das plantas, atuará diretamente no que será o alimento do rebanho.

Apesar da maior parte da composição do ar atmosférico ser N, a planta não consegue absorvê-lo na quantidade que precisa, principalmente por este se encontrar na forma de gás. Surge, então, o adubo nitrogenado, um fertilizante do tipo mineral, que se origina de processos físico-químicos, para suprir essa necessidade.

Quais os benefícios da adubação nitrogenada na sua pastagem?

Um dos benefícios do adubo nitrogenado no pasto é permitir que a folhagem tenha mais acesso aos nutrientes de que precisa. O elemento atua no crescimento radicular, o que permite que as raízes absorvam mais água e substâncias do solo.

Além disso, ele auxilia na fotossíntese, garante também a coloração mais verde das folhas e age na produção de clorofila, que faz parte desse processo.

Com todas essas vantagens, a pastagem cresce com mais qualidade e há aumento da produção da forrageira. Portanto, aplicar o fertilizante à base de nitrogênio no pasto está ligado à engorda dos bois, o que proporciona mais retorno financeiro ao pecuarista.

Quais são os adubos nitrogenados?

Na industrialização, um dos produtos do nitrogênio é a amônia, da qual os adubos nitrogenados irão derivar. Existem diversos tipos, mas o nitrogênio é usado, principalmente, como: sulfato de amônio, nitrato de amônio e ureia.

  • Ureia CO(NH2)2 – a fonte mais utilizada e também a que possui maior concentração de nitrogênio, podendo chegar entre 44% a 46% o percentual em sua composição na forma amídica.
  • Nitrato de amônio NH4NO3 – pode ter entre 32% a 34% de nitrogênio, que está na forma amoniacal e nítrica.
  • Sulfato de amônio (NH4)2SO4 – fonte com 20% de N, que também contém enxofre em sua composição, e está na forma amoniacal.

Além desses, há outros tipos de adubos nitrogenados, como os fosfatos monoamônico (MAP) e diamônico (DAP), que possuem menor concentração do elemento ao comparar com as três principais formas.

Qual o melhor adubo nitrogenado?

O adubo nitrogenado com o maior teor de N é a ureia, que pode ter até 46%. Não à toa, é o mais utilizado no Brasil e no mundo. Por ter grande concentração, o volume necessário para aplicar costuma ser menor. Com isso, o custo tende a reduzir.

Porém, é necessário ter atenção a dois pontos na escolha do melhor adubo nitrogenado: as perdas por volatilização, ou seja, a perda do nitrogênio por gás, e a quantidade certa de aplicação, para alcançar o objetivo esperado. Logo, o melhor adubo para pastagem é o que deu certo para seu campo, pois para cada realidade há uma indicação mais apropriada.

De fato, o nitrogênio é mais sujeito a perdas em sua aplicação. Por isso, deve ser utilizado com eficiência e observando outros fatores, como o tipo de solo e o clima da fazenda.

Mesmo a ureia sendo a forma mais utilizada de adubação nitrogenada, tem perdas maiores, principalmente em solo úmido que não tem previsão de chuva para os dias posteriores. Por outro lado, em solo seco e com previsão de chuva, a ureia é mais eficiente.

Como deve ser feita a aplicação do adubo?

Um dos pontos de partida antes de aplicar fertilizantes, e que todo produtor precisa saber, é a análise de solo. Dessa forma, haverá um diagnóstico de como aquela terra se encontra, quais nutrientes estão presentes e em que quantidades.

A partir disso, é possível recomendar uma possível aplicação ou correção. Porém, o nitrogênio não aparece nessa análise. Assim, como fazer a adubação nitrogenada correta? Uma forma é analisando a matéria orgânica e o histórico da fazenda.

Qual a época de aplicação?

A época mais indicada para a aplicação do adubo nitrogenado em pastagem é durante o período das águas, que costuma iniciar em outubro e encerrar em março, na maior parte do  Brasil. Ou seja, acontece entre a primavera e o verão. É quando as chuvas estão mais regulares e as temperaturas, mais elevadas e os dias mais longos.

Qual a dose de aplicação?

A dose não deve ser superior à capacidade da planta de processá-la, para evitar perdas e gastos desnecessários. Assim como não deve ser inferior, o que não resultará no crescimento esperado. Outra ressalva é que para cada tipo de forrageira, haverá um momento mais adequado, assim como a quantidade ideal de kg/ha.

Se a planta necessitar de altas doses de aplicação de nitrogênio, é recomendado que a aplicação seja parcelada, a dose poderá ser aplicada no início e final das águas, ou então, dividida em três etapas, início, meio e fim.

O tipo de solo e o clima também influenciam. Existem tabelas que recomendam as dosagens ideais por planta, mas é importante que sejam adaptadas às necessidades da fazenda.

Qual o momento de aplicação?

Na pastagem, a cultura pode ser perene ou ter um ciclo anual. Para cada tipo de cultura haverá um momento mais propício para aplicar o fertilizante, que pode ser durante o plantio ou na cobertura.

Geralmente, o nitrogênio é aplicado em mais de um momento do ciclo, já que sua demanda pela planta é grande. Outro motivo é evitar as perdas até mesmo por lixiviação caso a aplicação seja em excesso. Assim, parte costuma ser durante a semeadura e depois em cobertura, neste momento a lanço.

Manejo adequado para mais nutrição do pasto

O nitrogênio está, em resumo, interligado a todas as etapas que envolvem o crescimento vegetal e sua produtividade. Desde o desenvolvimento das raízes até o crescimento das folhas e perfilhos.

Vale lembrar que a demanda das forrageiras vai além do nitrogênio, por isso, deve haver o manejo correto da pastagem. Só dessa forma será possível fazer correção da acidez do solo e cumprir outras etapas fundamentais com eficiência.

Mas, esse nutriente vai agir de forma direta na evolução da pastagem e o rebanho terá mais disponibilidade de capim. Mais alimento com os nutrientes certos, resulta em ganho de produtividade e de rentabilidade do pecuarista.

A adubação nitrogenada, entretanto, é mais complexa, uma vez que para cada tipo de planta, solo e clima uma dose será a ideal. Portanto, atenção ao que é recomendado para a sua realidade para não prejudicar a produção.

Para ter um pasto de mais qualidade, a Mosaic criou a linha MPasto. Conheça os produtos para cada tipo de manejo e fale com um especialista para saber qual se encaixa ao que você precisa nesse momento.

Este artigo foi útil? Avalie

Compartilhe:

CONTEÚDO TÉCNICO

CONHEÇA MAIS CONTEÚDOS

2 min de leitura São inúmeras as funções dos elementos minerais no organismo animal, podendo a carência de um único elemento ocasionar...
3 min de leitura Apesar de estarem diretamente ligados, esses parâmetros não querem dizer a mesma coisa. Entenda a diferença entre solubilidade...
5 min de leitura Os minerais constituem de 4 a 6% do peso total do animal, destes, 1% corresponde ao fósforo. Saiba...

POSTS RELACIONADOS

3 min de leitura A biosseguridade é um componente essencial da avicultura atual. Ao implementar um programa de biosseguridade eficaz, os avicultores podem proteger a saúde...
vacas tirando leite ordenha mecanica
5 min de leitura O leite é um dos alimentos mais nobres, devido sua composição ser rica em proteína, gordura, carboidratos, minerais e sais minerais. Dá-se...
agropecuária: homem caminhando em meio a plantação de milho
6 min de leitura O Brasil se destaca no cenário global como um dos principais líderes na agropecuária, uma atividade econômica vital que integra tanto a...
6 min de leitura Quais são os principais desafios de produtividade enfrentados na pecuária de corte no Brasil? O agronegócio brasileiro tem experimentado um crescimento constante,...
Sal mineral importância
4 min de leitura Muitos produtores questionam a importância do sal mineral na alimentação do gado. Neste artigo, vamos esclarecer como o sal mineral não é...
Vaca Holandesa
3 min de leitura A vaca Holandesa, reconhecida por sua impressionante capacidade de produção leiteira e suas características marcantes, é uma raça de grande importância na...

Você já viu os catálogos de produtos da mosaic fertilizantes?